quinta-feira, 7 de julho de 2016

Parecia uma bala de embrulho branco...

       
(via)

A manhã, para mim, é sempre o melhor momento para pensar na vida. Leio um bom livro no ônibus antes de chegar no trabalho. Me delicio com as palavras e os pensamentos soltos que passam tao livres na mente.

Pela manhã, o único sentimento que perturba é a vontade de ter dormido um pouco mais. Ainda não sofri os obstáculos do dia. Então, são tao leve as manhas...

Estava olhando pela janela do ônibus, observando um avião muito distante sobrevoando no céu azul. Parecia uma bala de embrulho branco tao, tao distante. E sabe quando você olha para o céu e enxerga aquela quantidade excessiva de nuvens e fica querendo estar naquele avião só para se infiltrar por elas e ver a janela do avião ficar branca com alguns respingos? Só para sentir a sensação da ansiedade por estar cruzando tao depressa o pais a fim de realizar algo diferente do que os costumes nos dias normais de faculdade, casa e trabalho?

Lá de cima é possível perceber o quanto o mundo é gigante e cheio de incontáveis possibilidades. As vezes da vontade de realizar todos os sonhos de uma vez só... de puxar as oportunidades para o agora...

Olhar para o céu da uma sensação de infinitude, não da?

Como um azul pode ser tao lindo, tao calmo e, ao mesmo tempo, tao indecifrável?

As vezes faço isso, fico olhando para o céu tentando imaginar se, por trabalho do acaso, alguém neste ônibus está pensando em algo parecido e se sentindo compreendido como eu...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só de você ter chego à caixinha de comentários, ficamos imensamente felizes... Sintam-se à vontade para escrever e deixar suas opiniões... Valeu!